RESÍDUOS DO AMADORISMO NO ESPORTE: A EXEMPLO DE UMA EQUIPE DE RÚGBI FEMININO

Michelle Carreirão Gonçalves, Alexandre Fernandez Vaz

Resumo


O amadorismo faz parte da história do esporte moderno e, ainda hoje, apesar da profissionalização, compõe o imaginário esportivo. Em algumas modalidades, porém, desenvolve papel exemplar, como no caso do rúgbi. Por meio de pesquisa de campo realizada em uma equipe feminina de rúgbi sediada em Florianópolis-SC – composta por observações do cotidiano do time e entrevistas semiestruturadas com jogadoras –, encontramos o ideal amador como elemento norteador da dinâmica desse esporte, seja nas relações permeadas pela hierarquia e pelo respeito ao outro, seja no lugar ocupado pela tradição que vem sendo, gradativamente, tensionada pela profissionalização.

 


Palavras-chave


Amadorismo. Rúgbi. Profissionalização.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.49927

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment