CLOWN E EDUCAÇÃO FÍSICA: A BRINCADEIRA É SERIA

Antonio Carlos Monteiro de Miranda, Larissa Michelle Lara

Resumo


A proposta desta pesquisa foi analisar a construção do clown junto à Educação Física no sentido de orientar ações pedagógicas no campo de intervenção. A pesquisa-ação norteou o trabalho com estudantes do Curso de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá, Paraná, a partir de exercícios e jogos teatrais experienciados em laboratórios e de intervenções em escola, clube e espaços públicos em Maringá. Constatou-se a viabilidade do trabalho com clown na Educação Física e sua importância na materialização de ações pedagógicas que refinem a experiência dos alunos nos campos da formação e da intervenção profissional. 

 


Palavras-chave


Clown. Educação Física. Estudos de intervenção.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.46519

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment