BATALHA DE BERNA (1954): A LUTA PELOS SENTIDOS DE IDENTIDADE NO CAMPO DE FUTEBOL

Felipe Rodrigues da Costa, Otavio Tavares, Antonio Jorge Gonçalves Soares, Amarilio Ferreira Neto

Resumo


O artigo objetiva analisar as diferentes estratégias da imprensa brasileira para narrar a disputa entre Brasil e Hungria na Copa do Mundo da Suíça (1954). A análise dos textos publicados no O Globo e na Folha de S. Paulo revela a presença de uma discussão sobre o caráter nacional, a crença na superioridade das características “naturais” do futebol brasileiro em comparação com o “espírito de organização” dos europeus e a vitória húngara como resultado de um conluio europeu. Conclui que a imprensa elabora uma inversão da hierarquia entre natureza e cultura, estereotipando identificações em um contexto de relações de poder desequilibradas.

 


Palavras-chave


Meios de comunicação de massa. Futebol. Poder.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.46330



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment