A ATIVIDADE FÍSICA NA ESPANHA DIANTE DA DIALÉTICA MODERNIDADE-PÓS-MODERNIDADE: O CASO DOS CENTROS ESPORTIVOS

Cornelio Aguila, Álvaro Sicilia

Resumo


 Este artigo pretende contribuir ao debate sobre as mudanças nas sociedades ocidentais avançadas desde a perspectiva da prática de exercício físico na Espanha. Partindo dos dados mais  recentes sobre hábitos de exercícios físicos dos  espanhóis e analisando diferentes estudos sobre centros esportivos,  nesse trabalho sugere-se a  idéa de que o exercício físico  nestes cenários reflete a mudança social
de acordo com a abordagem relacionada entre pós-modernismo e o capitalismo de  Fredric Jameson. Por um lado, apresentamos indicadores que nos apontam os exercícios físicos em centros esportivos, como práticas emergentes e culturalmente diferentes do  esporte moderno, mas, por outro lado, também encontramos alguns indicadores que mostram a existência de uma radicalização das formas modernas da prática. Assim, nosso argumento é que o novo sistema de exercícios físicos, que propõem os centros esportivos locais, podem ser vistos como uma expressão clara da mudança cultural pós-moderna sob a permanência das formas econômicas e capitalistas,  essa linha, reflete as tensões entre a percepção de autonomia, liberdade  e a subjectividade da ação individual, contra a racionalidade, a negociação e o controle social.



Palavras-chave


Modernidade, pós-modernidade, pós-modernismo, centros esportivos

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.43859



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment