INTERVENÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, GESTÃO INTERSETORIAL E TERRITORIALIDADE: O CASO DO PROGRAMA BH CIDADANIA

Carolina Gontijo Lopes, Hélder Ferreira Isayama

Resumo


Este estudo tem como objetivo analisar a intervenção de profissionais de Educação Física na gestão intersetorial e focalizada em territórios do programa BH Cidadania/Belo Horizonte. As fontes de informações foram as observações do trabalho cotidiano do profissional, as entrevistas semiestruturadas e as aproximações com os documentos do programa. Concluímos que para atuar com a complexidade desses territórios a intervenção profissional trata as questões de: mobilização da comunidade; abertura a práticas participativas; o trabalho em conjunto, o reconhecimento de saber dos diferentes profissionais e da população.

Palavras-chave


vulnerabilidade social; políticas públicas; esportes; atividades de lazer

Texto completo:

PDF PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.41034



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment