AS MENINAS TAMBÉM QUEREM BRINCAR: A PARTICIPAÇÂO CONJUNTA DE MENINOS E MENINAS EM ATIVIDADES FÍSICAS NÄO ORGANIZADAS NO CONTEXTO ESCOLAR

Pedro Gil-Madrona, Javier Cachón-Zagalaz, Arturo Diaz-Suarez, Pedro Valdivia-Moral, Maria Luisa Zagalaz-Sánchez

Resumo


 

Apresentamos um estudo empírico descritivo realizado com 250 participantes do sexto ano da Educação Primária (EP), 130 meninas e 120 meninos de quatro centros escolares espanhóis com diferentes características, aplicando-se uma enquete de 10 itens para compreender os obstáculos que encontram as meninas na realização de atividade física (AF) e esporte, no tempo de lazer escolar. Os resultados indicam que existem diferenças de gênero na hora de praticar jogos e esportes, ainda que estejam se apresentando mudanças de conduta que fazem que meninos e meninas se agrupem com maior frequência para realizar atividades físicas e esportes.

 

 


Palavras-chave


atividade motora, esportes, atividades de lazer, identidade de gênero, criança.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.38070



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment