CRÍTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA E EDUCAÇÃO FÍSICA CRÍTICA NA ESPANHA. ESTADO (CRÍTICO) DA QUESTÃO.

Miguel Vicente Pedraz

Resumo


Este trabalho pretende distinguir entre críticas genéricas da Educação Física escolar e as formulações da Educação Física Crítica. Após a análise da produção teórica da última década e a comparação das suas propostas com os postulados da Pedagogia Crítica é inferido que na Espanha não há nenhuma representação desta corrente, mas apenas algumas aproximações e destacamentos voluntaristas sem um testemunho consistente. Finalmente, colocam-se os requisitos fundamentais e que a crítica da educação física deve levar em conta para a criação de uma alternativa teórico-prática da Educação Física Crítica.

 


Palavras-chave


Educação Física Crítica. Escola. Ideologia. Mudança social

Texto completo:

PDF-ES


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.35661



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment