AS PERCEPÇÕES E OS SIGNIFICADOS PARA OS ESTAGIÁRIOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM RELAÇÃO À INDISCIPLINA NA ESCOLA

Ivan Luis Santos, Heitor Andrade Rodrigues, Fábio Tomio Fuzii, Ricardo Simões Oliveira, Mateus Kerr Oliveira, Daniela Fernanda Peluqui, Suraya Cristina Darido

Resumo


Esta pesquisa buscou investigar as causas da indisciplina na escola e nas aulas de Educação Física, os procedimentos metodológicos utilizados pelos estagiários, bem como, o papel da escola diante desse fenômeno. A metodologia utilizada foi de natureza qualitativa, tendo como participantes 16 alunos de um curso de Licenciatura em Educação Física público. A indisciplina foi apontada pelos estagiários enquanto um problema presente em suas práticas e atrelada a diferentes dificuldades. Logo, como procedimentos metodológicos mais citados, apareceram a chantagem, os combinados e o diálogo, sendo a instituição escolar, destacada enquanto elucidadora das regras, dos direitos e dos deveres dos alunos.


Palavras-chave


Comportamento. Educação Física. Ensino fundamental e médio.

Texto completo:

PDF-BR PDF-EN


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2976

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment