O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA E O STATUS SOCIAL: O CASO REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO

Nicole Roessle Guaita, Marcelo Moraes e Silva

Resumo


O presente ensaio tem como objetivo analisar a existência de um possível ganho de status social do professor de Educação Física em relação com o processo de regulamentação. Além disso, o trabalho procura mostrar quais são as causas que levam a comunidade de Educação Física a criar e aceitar o sistema CONFEF/CREFs e como esse processo de regulamentação profissional atinge o imaginário coletivo. Após esses pontos de análise concluímos que esse organismo surge, entre outros pontos, da fraqueza que o professor de Educação Física tem em lidar com os problemas provenientes da civilização.

Palavras-chave


Educação Física. Credenciamento. Mobilidade social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2930



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment