“Eis Quem Surge no Estádio: É Atalante!” A História das Mulheres nos Jogos Gregos

Paula Viviane Chiés

Resumo


O estudo buscou indícios da participação feminina em Jogos Gregos, entre eles, os Jogos Olímpicos. Analisando a participação das mulheres nesses eventos, o texto discute as justificativas que determinavam a proibição, ou mesmo, a limitação desse grupo em fazer parte de atividades do mundo masculino na civilização grega. Para contextualizar essas justificativas, o estudo também ressalta as principais características de cada fase educacional grega, diferenciando a educação realizada em Esparta, na qual as mulheres possuíam um espaço maior para a prática de atividades esportivas e em Atenas, na qual a educação feminina restringia-se ao caráter doméstico, não havendo a preocupação com o preparo físico das mães para desempenharem os seus afazeres do lar, ou mesmo, para gerarem filhos robustos e sadios.

Palavras-chave


História. Jogos gregos. Mulheres.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2911

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment