Escola(s) em movimento

Reiner Hildebrandt-Stramann

Resumo


O texto trata sobre a “Escola Móvel”, onde a escola é interpretada como um lugar para movimentar-se, como um espaço de experiência e de vida (VON HENTIG, 1993), onde o movimento é considerado como um princípio geral na organização e configuração da escola. Nessa perspectiva, trata-se de desenvolver a personalidade de crianças e jovens, não restringindo o jogo, esporte e movimento apenas à educação física, mas estendendo-os a toda escola. A base da “Escola Móvel” se fundamenta em dois elementos: “Movimento e Desenvolvimento Humano” e “Movimento e Aprendizagem”, sobre os quais podem ser colocados diversos componentes do programa curricular que determinarão o perfil da Escola. A fundamentação teórica vem acompanhada de exemplos para tematizações de aula. Então aparecem questões sobre as capacidades que os estudantes de Educação Física devem ter para participar de uma escola móvel, quais as conseqüências para a formação de professores de Educação Física e reflexões sobre uma “Escola móvel” no Brasil.

Palavras-chave


Educação Física. Escola. Escola móvel

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2856

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment