Pingue-Pongue na Mongólia: esporte, imperialismo e resistência cultural no Leste Asiático

Cleber Dias

Resumo


O filme Pingue-Pongue na Mongólia, dirigido pelo cineasta chinês Ning-Hao, conta a história de uma criança que se depara com um universo cultural desconhecido ao encontrar uma bola de pingue-pongue. No contexto desse enredo, a difusão de esportes representa os dramas de uma sociedade que vive conflitos e ambigüidades decorrentes de amplas e rápidas transformações modernizadoras. A partir daí, este trabalho discute os sentidos e os efeitos da difusão global de esportes em sociedades cujos estilos de vida seriam supostamente alheios e antitéticos aos valores ocidentais modernos, tal como a Mongólia, que nos serve aqui de exemplo para uma reflexão sobre as dinâmicas de imperialismo e resistência cultural através do esporte.


Palavras-chave


esportes com raquete. Cinema como assunto, diversidade cultural

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.28325

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment