"Desenvolvendo-me por inteiro": cidadania, neoliberalismo e saúde contemporânea no currículo de Educação Física

Deborah Lupton

Resumo


Recentemente, em vários estados australianos, os campos de educação em saúde e educação física têm sido articulados nas escolas em uma única área de ensino. Este artigo identifica discursos a respeito de saúde que se evidenciam no contexto de um currículo contemporâneo de educação física em saúde, especificamente aquele que está sendo aplicado nas escolas australianas do Estado de Victoria. Por intermédio da análise do currículo e de narrativas de professores a respeito dos princípios curriculares, e de suas experiências em implementá-los, fica demonstrado que atualmente são predominantes noções particulares de saúde relacionadas aos ideais neoliberais de cidadania, hdlismo e identidade pessoal. Há uma forte evidência da influência dos pressupostos da "nova saúde pública" e de idéias a respeito da importância do controle emocional e da auto-estima, tanto no currículo quanto nos relatos dos professores. No entanto, argumenta-se que, ao mesmo tempo em que os ideais dominantes do currículo são geralmente aceitos pelos professores, há também evidências de resistência, intencionais ou não, a estes mesmos ideais no âmbito escolar.

Palavras-chave


Educação Física. Educação em Saúde. Currículo e Nova Saúde Pública

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2816



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment