Aspectos genéticos da actividade física. Estudo actual do conhecimento baseado nos modelos animal e humano com amostras gemelares

José Antônio Ribeiro Maia, Maria Madalena Castro Oliveira

Resumo


A actividade física é um comportamento intimamente associado à qualidade de vida e à longevidade. A variação que este fenótipo apresenta no seio da população tem sido atribuída, essencialmente, a determinantes de natureza socio- económica, demográfica e psicológica. Contudo, a quantidade de variância que explicam é reduzida (<30%). A parte substancial da variação deste fenótipo tem de ser atribuída a um outro agente fundamental - o genótipo. O trabalho que se apresenta pretende rever, de forma exaustiva, a investigação animal e humana, concretamente em delineamentos gemelares. A investigação pesquisada reflecte três expressões distintas do fenótipo actividade física: actividade física total, participação desportiva e dispêndio energético. Dos resultados emerge claramente a importância do patrimônio genético na variação interindividual da actividade física ao nível populacional e que na generalidade se cifra nos 50-70%.

Palavras-chave


Actividade física. Animal. Humana. Genética

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2640

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment