Percepções de Competência: Um Estudo com Crianças e Adolescentes do Ensino Fundamental

Autores

  • Gustavo de Almeida UFRGS
  • Nádia Cristina Valentini UFRGS
  • Adriana Berleze

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.2416

Palavras-chave:

Percepção. Educação baseada em competências. Criança.

Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar como crianças (96 crianças do ensino fundamental publico) expressam suas percepções de competência nos diferentes domínios do comportamento humano. Foi utilizada a Escala de Percepção de Competência para Crianças (HARTER, 1985). Os resultados sugerem que: (1) crianças mais velhas apresentam níveis menores de percepção de competência; (2) as percepções de competência de meninos e meninas nos diferentes domínios foram semelhantes; (3) a percepção de competência escolar é mais baixa para as crianças mais velhas e repetentes; e, (4) a menor competência escolar percebida, parece não afetar os níveis de competência nos demais domínios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo de Almeida, UFRGS

Graduado Educação Física Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Nádia Cristina Valentini, UFRGS

Doutorado em Health And Human Performance - Auburn University. Professor Doutora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física

Publicado

2008-11-16

Como Citar

ALMEIDA, G. de; VALENTINI, N. C.; BERLEZE, A. Percepções de Competência: Um Estudo com Crianças e Adolescentes do Ensino Fundamental. Movimento, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 71–97, 2008. DOI: 10.22456/1982-8918.2416. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/2416. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais