PRÁTICAS CORPORAIS ALTERNATIVAS E SEUS SIGNIFICADOS

Rosângela Fragoso, Airton Negrine

Resumo


Este trabalho nasce de interesses convergentes de estudar práticas corporais alternativas, ou seja, aquelas que tradicionalmente não fazem parte dos currículos dos cursos de Educação Física e que pouco a pouco vão tendo cada vez mais adeptos. Surge como produto de um trabalho de iniciação científica financiado pelo CNPq e que se desenvolve no âmbito da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A motivação inicial para a escolha da temática foi determinada pela compreensão que os movimentos corporais espontâneos exprimem: afetividade, emoção e sentimento. Estes aspectos, embora presentes em toda ação, nas atividades gímnicas-desportivas que predominam nos currículos dos cursos de licenciatura em Educação Física, pouco são valorizados como elementos de análise e avaliação do comportamento humano.

Palavras-chave


Antiginástica. Biodança. Formação pessoal. Terapia reichiana.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2239

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment