A LUDICIDADE NO "JOGO" DE RELAÇÕES TRABALHO/ESCOLA

José Ângelo Gariglio

Resumo


O objetivo deste texto é, inicialmente, tentar discutir as relações de subserviência e clientelismo nos quais a escola se insere frente ao mundo do trabalho alienado, legitimando as práticas sociais que fundamentam os parâmetros básicos da ideologia capitalista. Ele procura, também, avançar esta discussão, tentando analisar a instituição escolar como um espaço dialético, onde podem existir perspectivas de mecanismos de resistência frente ao "jogo" imposto pela lógica do trabalho capitalista.

Palavras-chave


Escola. Trabalho. Lúdico. Educação física. Lazer.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2196

Direitos autorais



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment