CONCEPÇÃO DO JOGO EM VIGOTSKY: UMA PERSPECTIVA PSICOPEDAGÓGICA

Airton Negrine

Resumo


Neste artigo se pretende fazer uma releitura das concepções do jogo em Vygotsky desde um ponto de vista psicopedagógico, considerando, por um lado, a visão construtivista deste psicólogo contemporâneo e, por outro, analisando a relevância do jogo como elemento psicopedagógico, fundamentalmente, na faixa etária dos dois aos sete anos. Outro aspecto introdutório que queremos destacar é situar o entendimento que Vygotsky tem sobre o desenvolvimento do indivíduo para que se possa entender melhor suas contribuições.

Palavras-chave


Jogo - Psicopedagogia - Construtivismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2183

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment