AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA NÃO É LUGAR DE ESTUDAR O CORPO!?

Silvane Fensterseifer Isse

Resumo


Este texto discute a compreensão de estudantes de Ensino Médio acerca das relações entre estudar o corpo e a educação física escolar. O estudo utilizou observações, entrevistas semi-estruturadas, diálogos e diário de campo como instrumentos para coleta de informações.  Os resultados apontam que há uma dissociação entre educação física na escola e os estudos sobre o corpo. Estudar o corpo é relacionado às disciplinas de biologia e ciências e a intervenções de profissionais da saúde na escola. Há uma perspectiva biomédica, individualista e hierárquica em relação aos saberes do corpo, que é compreendido a partir de uma perspectiva anistórica, descontextualizada, disciplinar e fragmentada. Problematiza a ideia de que estudar o corpo está diretamente relacionado a aprender cuidados que o tornam saudável, relacionado muito mais às ciências da saúde do que à pedagogia.


Palavras-chave


Corpo. Conhecimento. Educação Física Escolar

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.19868



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment