A INVESTIGAÇÃO NARRATIVA EM EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE: QUE É E QUAL A SUA UTILIDADE

Víctor M. Pérez-Samaniego, José Devís-Devís, Brett M. Smith, Andrew C. Sparkes

Resumo


A crescente preocupação pela pesquisa narrativa em ciências sociais tem tido pouco impacto sobre a educação física e ciências do esporte. Neste artigo, vamos tentar compensar esta situação questionando o significado desta pesquisa e sua utilidade para o nosso campo. Para compreender esta nova e complexa forma de pesquisa, o que primeiro tentamos definir que é "narrativa". Posteriormente, apresentamos as premissas básicas e características principais da investigação narrativa. Por fim, apresentamos algumas razões pelas quais ela pode ser benéfica para o estudo das narrativas em áreas específicas da educação física e esporte. Em conclusão, acreditamos que a investigação narrativa pode ser uma ferramenta útil, mas problemática, para a teorização e pesquisa em nosso campo. No entanto, chamamos a atenção para o risco de fazer investigação narrativa, simplesmente porque ela seja nova ou esteja na moda. Os pesquisadores e profissionais que queramos fazer pesquisa narrativa devemos informar-nos sobre os seus prós e contras e fazer escolhas responsáveis e sensatas sobre por que e quando fazer.


Palavras-chave


Investigação. Narrativa. Epistemologia. Relativismo. Corpo.

Texto completo:

PDF-ES (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.17752

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment