MASCULINIDADE HEGEMÔNICA, ESPORTES E ATIVIDADE FÍSICA

Juana M. Sancho, Fernando Herraiz, Fernando Hernandez, Judit Vidiella

Resumo


Este artigo explora a reconstrução sobre a aprendizagem de a(s) masculinidade(s) de um grupo de garotos jovens, focalizando o papel que o esporte e a atividade física têm na constituição-regulação de seus corpos. As experiências dos 18 jovens entrevistados nesta pesquisa apontam uma visão sobre as múltiplas contradições, complexidades e negociações das identidades masculinas em relação aos discursos sobre o gênero e a sexualidade dominantes que acompanham o esporte.


Palavras-chave


Masculinidade. Esportes. Identidade de gênero. Sexualidade

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.15031



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment