RESPONSABILIDADES DA EDUCAÇÃO FÍSICA PARA COM O “TEMPO DO INÚTIL”: UMA NECESSIDADE DE NOSSO TEMPO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.112224

Palavras-chave:

Educação Física. Conhecimento. Formação.

Resumo

Este ensaio tem como objetivo refletir sobre a Educação Física (EF) escolar como campo do conhecimento com responsabilidades de propor uma formação para o “tempo do inútil”. Ao longo do texto, procuramos demonstrar que, em tempos de crise, utilitarismos e imediatismos, reconhecer a importância de uma formação para o “tempo do inútil” representaria uma virada paradigmática para a EF, especialmente no contexto escolar.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Rezer, Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Escola Superior de Educação Física (ESEF)

Professor da ESEF/UFPel; Doutor em Educação Física (PPGEF/UFSC)

António Camilo Cunha, Professor da Universidade do Minho (UMINHO), Braga, Portugal.

Professor da Universidade do Minho (Braga, Portugal), Doutor em Estudos da Criança (IEC/UMINHO).

Downloads

Publicado

2021-07-22

Como Citar

REZER, R.; CUNHA, A. C. RESPONSABILIDADES DA EDUCAÇÃO FÍSICA PARA COM O “TEMPO DO INÚTIL”: UMA NECESSIDADE DE NOSSO TEMPO. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27042, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.112224. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/112224. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Ensaios