A ANTIDOPAGEM EM FACE DAS DEMANDAS DA AGÊNCIA MUNDIAL: UMA ETNOGRAFIA DA ‘CONFORMIDADE’ EM AÇÃO

Daniel Giordani Vasques, Mauro Myskiw, Patrick Trabal, Marco Paulo Stigger

Resumo


A “conformidade” é um instrumento utilizado pela Agência Mundial Antidopagem (WADA) para a aderência das agências nacionais às exigências do capturador. No presente artigo, descrevemos, com base na sociologia pragmática, as ações de atores no trabalho de constituição da “conformidade” da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), tendo em vista a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e o desenvolvimento de uma “cultura antidopagem”. A partir de uma etnografia multissituada, procuramos descrever os trabalhos dos mediadores, transformando, traduzindo, distorcendo e modificando os seus interesses. Elegemos como fontes de controvérsias a criação e funcionamento da ABCD; a aprovação do Código Brasileiro Antidopagem; e a constituição e funcionamento do Justiça Desportiva Antidopagem. O trabalho social de conquista da “conformidade” da ABCD reflete um processo de translação para a estabilização dessa comunidade nacional antidopagem protagonizada por uma agência de Estado e, portanto, na composição de uma política pública.

 


Palavras-chave


Doping nos Esportes. Esportes. Política Pública. Sociologia.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.111756

Direitos autorais 2021 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment