A PERCEPÇÃO DOS FUTUROS PROFESSORES SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DO CONTEÚDO DA EXPRESSÃO CORPORAL

Jorge Carlos Lafuente Fernández, David Hortigüela Alcalá

Resumo


Este artigo analisa as percepções dos futuros professores sobre os problemas para transmitir a expressão corporal, os benefícios e os medos dos alunos da escola primária nessa área. A amostra foi composta por 18 alunos da disciplina de Atividades Físicas Artístico-Expressivas, da Menção de Educação Física da Universidade de Burgos - 23,6 ± 5,5 anos-. Foi utilizada uma metodologia qualitativa através de dois instrumentos de coleta de dados: entrevista coletiva com os alunos e diário do professor. Os resultados mostraram que, após a conclusão do curso, os futuros professores não perceberam a expressão corporal como difícil de ensinar, destacando a progressão dos exercícios de desinibição, a música e o material como recursos essenciais. A timidez é apontada como a maior insegurança dos alunos, verificando como ela difere conforme o gênero. Por fim, a expressão corporal é apresentada como o melhor conteúdo da Educação Física para desenvolver a expressão das emoções, imaginação e criatividade.

 


Palavras-chave


Educação. Professores escolares. Percepção. Expressão Corporal.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.111735

Direitos autorais 2021 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment