PUBLICAÇÕES POLONESAS SOBRE JIU-JÍTSU (1906-2020): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.111543

Palavras-chave:

Bibliometria. Artes Marciais. Publicações. História.

Resumo

O objetivo foi realizar uma análise bibliométrica das publicações polonesas sobre jiu-jítsu com foco nos aspectos de produtividade, assuntos e colaboração. Assim, a Biblioteca Nacional da Polônia, a Base de Revistas Científicas Polonesas, Web of Science e Scopus foram consultados. Os resultados foram filtrados e exportados para o Excel 2016 para análise estatística. Os documentos poloneses sobre jiu-jítsu chegaram a 123 publicados entre 1906 e 2020. Ciências da Vida foi o campo mais representado, enquanto a colaboração prevaleceu durante a última década. Cynarski foi o autor mais produtivo, enquanto Wojdat teve a maior taxa de colaboração. Ido Movement for Culture foi o principal divulgador dessas publicações. Em conclusão, as publicações polonesas sobre jiu-jítsu mostraram durante o século XX uma predominância de livros técnicos escritos por autores individuais a partir de uma abordagem das Ciências da Vida, enquanto os artigos científicos escritos em colaboração e também representando outras abordagens dominaram o século XXI.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mikel Pérez-Gutiérrez, University of Cantabria. Santander

Department of Education

Assistant Professor

Paweł Świder, University of Rzeszow, Rzeszow

Institute of Physical Culture Studies, College of Medical Sciences, University of Rzeszow

Professor

Jacek Kulpiński, University of Rzeszow, Rzeszow

Institute of Physical Culture Studies, College of Medical Sciences, University of Rzeszow

Professor

Wojciech J. Cynarski, University of Rzeszow, Rzeszow

Institute of Physical Culture Studies, College of Medical Sciences, University of Rzeszow

Professor

Publicado

2021-11-10

Como Citar

PÉREZ-GUTIÉRREZ, M.; ŚWIDER, P.; KULPIŃSKI, J.; CYNARSKI, W. J. PUBLICAÇÕES POLONESAS SOBRE JIU-JÍTSU (1906-2020): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27061, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.111543. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/111543. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais