Estado da Arte em ambientes de aprendizagem que consideram a afetividade do aluno

Patrícia Augustin Jaques, Rosa Maria Vicari

Resumo


Este texto tem por objetivo apresentar o estado da arte em Ambientes Inteligentes de Aprendizagem que consideram a afetividade do aluno. Estes sistemas podem ser classificados em: (1) sistemas que inferem as emoções dos alunos; (2) sistemas que expressas emoções; e (3) sistemas que simulam emoções. Para cada tipo são apresentadas as perspectivas adotadas pelos pesquisadores para a solução de problemas (por exemplo, que tipo de ferramentas computacionais devem ser utilizadas para reconhecer as emoções do usuário) e são descritos alguns trabalhos mais conhecidos como exemplo. Também é apresentado o background necessário para entender estes estudos que envolvem alguns conceitos dos campos de pesquisa de Inteligência Artificial, Informática na Educação e Interação Homem-Computador, bem como uma breve introdução sobre as principais teorias de emoções. Finalmente, este artigo apresenta alguns desafios e as principais dificuldades encontradas na pesquisa sobre afetividade em Ambientes Inteligentes de Aprendizagens e algumas idéias de novos trabalhos sobre o assunto.

Palavras-chave


Computação Afetiva, Ambientes Inteligentes de Aprendizagem, Agentes pedagógicos, Emoções em máquinas, emoções na interação homem-computador

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.9627

Direitos autorais



INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X