O Uso de Tablets no Desenvolvimento da comunicação de crianças com deficiência em contextos não-formais de ensino

Maria Rosangela Bez, Debora Nice Ferrari Barbosa

Resumo


A comunicação é essencial para o desenvolvimento humano, ocorre na interação social, a partir do uso de instrumentos e de signos, sendo estruturada como um complexo e multidimensional processo de aquisição da linguagem. Percebe-se que, nos casos de déficits da comunicação, o processo de intersubjetividade fica comprometido, seja na construção ou na compreensão de sentidos e significados. Em pessoas com Autismo e Deficiências Multiplas há déficits de comunicação e de linguagem que se manifestam com alterações principalmente no uso, na forma ou no conteúdo da linguagem pragmática. Nessa perspectiva, esse artigo analisa o desenvolvimento da comunicação de crianças com deficiência em contexto não-formal de ensino com uso do recurso tecnológico tablet. O trabalho aborda os primeiros resultados de um estudo de caso envolvendo duas crianças com deficiência, deficits de comunicação e em tratamento oncológico. Os dados coletados mostram que através das ações mediadoras ocorreu ampliação da comunicação intencional e das formas representacionais da mesma.

Palavras-chave


Deficits de comunicação;Tablet;Deficiências Múltiplas; Autismo

Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, K. D. ; VATLAND, C. ; BOWEN, S. L. ; BURKE, R. V. An Evaluation of Parent-Produced Video Self-Modeling to Improve Independence in an Adolescent With Intellectual Developmental Disorder and an Autism Spectrum Disorder. Behavior Modification, 2015, Vol.39(4), pp.542-556

ALVES, F. Para entender Síndrome de Down. Rio de Janeiro: Wak, 2007.

ALZRAYER, N. M.; BANDA, D. R. Implementing Tablet-Based Devices to Improve Communication Skills of Students With Autism. Intervention in School and Clinic, 2017, Vol.53(1), pp.50-57.

AMPUDIA R. O que é deficiência múltipla? NOVA ESCOLA. 2011. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/267/o-que-e-deficiencia-multipla. Acesso em: ago. 2017.

APA - Associação Americana de Psiquiatria. DSM-5 - Diagnostic and Statistic Manual of Mental Disorders, Five Edition. 2013.

BEZ, M. R. Comunicação Aumentativa e Alternativa para sujeitos com Transtornos Globais do Desenvolvimento na promoção da expressão e intencionalidade por meio de Ações Mediadoras. Dissertação. Programa de Pós-Graduação em Educação - Faculdade de Educação. Universidade Federal Do Rio Grande Do Sul. Porto Alegre, 2010.

BEZ, M. R. SCALA - Sistema de comunicação alternativa para processos de inclusão em autismo: uma proposta integrada de desenvolvimento em contextos para aplicações móveis e web. 2014. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Informática na Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

BOSA, C. Atenção compartilhada e identificação precoce do autismo. Psicologia: Reflexão e crítica, v.15, p. 77-88. Porto Alegre, 2002.

BOURGUEIL, O. Creating a specific tablet app for people with autism. European Psychiatry, November 2015, Vol.30(8), pp.S55-S56.

CABIELLES, H., D.; PEREZ P. J.R. ; PAULE R. M. ; FERNANDEZ F. S. Multitouch tablet applications and activities to enhance the social skills of children with autism spectrum disorders. IEEE Transactions on Learning Technologies, April-June 2017, Vol.10(2), pp.182-193.

CASTRO, A., PIMENTEL, S.C. Síndrome de down: desafios e perspectivas na inclusão escolar. In: DÍAZ, F., et al., orgs. Educação inclusiva, deficiência e contexto social: questões contemporâneas [online]. Salvador: EDUFBA, 2009, pp. 303-312.

FERNANDES, A. V.; NEVES, J. V. A. e RAFAEL A. Autismo. Instituto de Computação Universidade Estadual de Campinas. 1999. Disponível em: . Acesso em: abr. 2009.

GODOY, A. M. Educação infantil: saberes e práticas da inclusão : dificuldades acentuadas de aprendizagem: deficiência múltipla. [4. ed.], Brasília : MEC, Secretaria de Educação Especial, 2006.

HOBSON, P. Understanding persons: The role of affect. Em S. Ba. ron-Cohen, H. Tager-Flusberg & D. J. Cohen (Orgs.), Understanding other minds: Perspectives from autism. Oxford: Oxford Medical Publications, 1993, p. 205-227.

JORDAN, R. e POWELL, S. Understanding and Teaching Children with Autism. West sussex, England: John Wiley&Sons, 1995.

LA BELLE, Thomas J. Non formal educational social change in Latin America. Los Angeles: UCLA Latin American Center, 1976. 219 p.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M.de A. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LEIS PALACIOS, S.; ALMEIDA, M.; PISCO, A. A comparative analysis of using two mobile touch devices (ipad ® and iphone ®) by an adolescent with down syndrome. Prisma Social: revista de ciencias sociales, 2015, Issue 15, pp.415-439.

LORAH, E. R.; PARNELL, A.; WHITBY, P. S.; HANTULA, D. A Systematic Review of Tablet Computers and Portable Media Players as Speech Generating Devices for Individuals with Autism Spectrum Disorder. Journal of Autism and Developmental Disorders, 2015, Vol.45(12), p.3792-3804

MOREIRA, L. M. A.; EL-HANI; C. N.; GUSMÃO, F. A. F. A síndrome de Down e sua

PASSERINO, Liliana Maria; BEZ, Maria Rosangela. Building an Alternative Communication System for literacy of children with autism (SCALA) with Context-Centered Design of Usage. In: Autism / Book 1. 2013, v. 1, p. 655-679.

PIMENTEL, S. C. (Con) viver (com) a Síndrome de Down em escola inclusiva: mediação pedagógica e formação de conceitos. 2007. 214 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

SANTAROSA, L. M. C.; CONFORTO D. Tecnologias méveis na inclusão escolar e digital de estudantes comtratornos do espectro autista. Revista Brasileira de Educação Especial, 01 December 2015, v.21(4), pp.349-366.

SIGMAN, M. e CAPPS, L. Niños y Niñas autistas. Série Bruner. Madrid: Morata, 2000.

SILVA, Y. C. R. Deficiência múltipla: conceito e caracterização. Anais Eletrônico VIIII EPCC – Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar. CESUMAR – Centro Universitário de Maringá. Editora CESUMAR Maringá – Paraná, 2011.

TOMASELLO, M. Origens culturais da aquisição do conhecimento humano. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

VYGOTSKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

WERTSCH, J.V. Vygotsky y la formación social de la mente. Serie Cognición y desarrollo humano. Barcelona: Paidós, 1988.

WING, L. El Autismo en niños y adultos: Una guía para la família. Buenos Aires. Argentina: Paidós, 1998.




DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.76690

Direitos autorais 2017 Informática na educação: teoria & prática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X