AMIZADE E BIOPOLÍTICA: um passeio pelas modulações do capital

Danichi Hausen Mizoguchi, Caio Augusto Ramos de Castilho, Clara Sym, Ana Carolina Dias Ramos, Julia Paim, Vinicius Jerônimo da Silva, Diogo de Lima Muniz Barroso, Marcelle Freitas, Rafael Pires Pinto, Tali Firer, Julia Câmara, Jiulia Caliman

Resumo


O presente artigo trata de problematizar um dos aspectos microfísicos da atualidade: o jogo biopolítico das amizades. Amparado no conceito foucaultiano de poder e na especulação deleuzeana acerca da sociedade de controle, coloca um estranho bando a circular no socius, sendo alcançado por discursos verdadeiros os quais modulam a amizade no presente. Fazendo uso de imagens nas quais enunciações acerca da amizade ensejam uma conexão entre saúde, capital e amizade, persegue um estranhamento em relação àquilo que somos e que ajudamos a fazer de nós mesmos. Tal imagética, todavia, não se presta a definir contornos, mas a apostar que outros mundos são possíveis.

Palavras-chave


amizade; biopolítica; capitalismo

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA. Amizade combate a depressão. Retirado de: http://abp.org.br/2011/medicos/clippingsis/exibClipping/?clipping=3417. Acesso em: 26/07/2015.

AUSTRALIAN ANTHROZOOLOGY RESEARCH FOUNDATION. Why do we need anthrozoology research? Retirado de: https://www.youtube.com/watch?v=e4LVS2ZTSVw. Acessado em: 17/07/2015.

BENJAMIN, Walter. O capitalismo como religião. São Paulo: Boitempo Editorial, 2013.

BENJAMIN, Walter. Infância em Berlim por volta de 1900. Tiergarten. Em: Obras escolhidas, vol. II. São Paulo: Brasiliense, 1987.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault – um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis: Editora Vozes, 2012.

DELEUZE, Gilles. Conversações, 1972-1990. São Paulo, Ed. 34, 1992.

DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Felix. Introdução: Rizoma. Em: Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia 2, vol. 1. São Paulo: Ed. 34, 1995.

DIÁRIO DO VALE. Comércio tenta esquentar vendas com Dia do Amigo. Retirado de: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/4,43528,Comercio-tenta-esquentarvendas-com-Dia-do-Amigo.html#ixzz1ShE50UrY. Acesso em: 20/7/2011.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

FOUCAULT, Michel. Michel Foucault entrevistado por Hubert L. Dreyfus e Paul Rabinow. Em: Dreyfus, Hubert e Rabinow, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica (para além do estruturalismo e da hermenêutica). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995a.

FOUCAULT, Michel. Sobre a genealogia da ética: uma revisão do trabalho. Em: Dreyfus, Hubert e Rabinow, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica (para além do estruturalismo e da hermenêutica). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995b.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988.

FOUCAULT, Michel e DELEUZE, Gilles. Os intelectuais e o poder. Em: Foucault, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal Editora, 1979.

GONÇALVES, Letícia. Dia do amigo: oito benefícios que a amizade traz para sua vida. Retirado de: http://msn.minhavida.com.br/conteudo/13143-Dia-do-amigo-oito-beneficios-que-a-amizade-traz-para-sua-vida.htm?ordem=8#gal. Acesso em: 18/07/2011.

GROS, Frédéric. Caminhar: uma filosofia. São Paulo: É Realizações Editora, 2010.

GROS, Frédéric. Situação do curso. In: FOUCAULT, M. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2006

GUATTARI, Felix e ROLNIK, Suely. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis: Editora Vozes, 1996.

JETTEN, Jolanda; HASLAM, Catherine, HASLAM, Alexander; BRANSCOMBRE, Nylia. O poder terapêutico dos grupos. Em: Revista Mente e Cérebro. Ano XVII. Número 208. Maio de 2010.

JOBIM, Tom. Wave. Em: Wave: A&M Records, 1967.

MASSEY, Doreen. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: BertrandBrasil, 2008.

O GLOBO. Conheça a Path, nova rede social na qual não se pode ter mais de 50 amigos. Retirado de: http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2010/11/19/conhecapath-nova-rede-social-na-qual-nao-se-pode-ter-mais-de-50-amigos-923054482.asp. Acesso em: 19/11/2010.

PORTAL EDUCAÇÃO. A importância da amizade. Retirado de: http://www.portaleducacao.com.br/educacao/artigos/20919/a-importancia-da-amizade. Acessado em: 12/07/2015.

PREVENTION. How your pet can heal you. Retirado de: http://www.prevention.com/health/healthy-living/healing-power-pets. Acessado em: 27/07/2015.

RABINOW, Paul e ROSE, Nikolas. O conceito de biopoder hoje. Em: Revista Política & Trabalho: Revista de Ciências Sociais, número 24. p. 27-57. ISSN 0104-8015. 2006.

SUPER INTERESSANTE. A amizade é uma das coisas mais importantes das nossas vidas. Retirado de: http://super.abril.com.br/comportamento/a-amizade-e-uma-das-coisas-mais-importantes-de-nossas-vidas. Acessado em: 27/07/2015.

TERRA. Pessoas sem Facebook são alvo de suspeitas de RH e psicólogos. Retirado de: http://tecnologia.terra.com.br/internet/pessoas-sem-facebook-sao-alvo-de-suspeitas-de-rh-e-psicologos,d728201fd70ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html. Acessado em: 20/07/2015.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Depression. Retirado de: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs369/en/. Acessado em: 26/07/2015.




DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.61795

Direitos autorais 2018 Informática na educação: teoria & prática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X