A ideologemia como procedimento ou a discussão de Bakhtin. (Apresentação de Elena Lidia Sol e Mary Biancamano)

Serguei Tchougounnikov

Resumo


Nos anos 90, a obra de Bakhtin e de
seu círculo (Medvedev, Volisinov) tornou-se, na
Rússia, objeto de releituras, às vezes, virulentas.
Faz-se uma tentativa de apresentar certas
tendências de intelectuais russos ao se posicionarem
em relação ao pensamento e aos conceitos
bakhtinianos expostos naquele período.
A “polifonia” de leituras, dita “discussão de
Bakhtin”, apresenta um corte diacrônico de óticas
divergentes construídas por diversas gerações
de pesquisadores russo-soviéticos desde
o texto motivador dos estudos semióticos na
URSS dos anos 70 (Vjatch. Vsev. Ivanov) até interpretações
heterogêneas dos pesquisadores
de uma geração posterior (B. Grois, M. Riklin, V.
Lineckij), até a geração de intelectuais russos
dos últimos 30 anos.

Palavras-chave


Leitura dialógica, carnaval, discurso,

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.4912

Direitos autorais



INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X