Experimentando a fotografia como ferramenta de análise da atividade de trabalho

Claudia Osorio

Resumo


O artigo apresenta uma experiência de Oficina de Fotos, desenvolvida em um hospital público no Brasil. Nesta, a proposta metodológica da Clínica da Atividade lança mão do recurso da fotografia digital, fazendo com que o processo de produção da fotografia se dê também como processo de análise da atividade. No momento seguinte as fotos produzidas são postas em debate, em um diálogo sobre a atividade que se desenvolve em torno dos modos coletivos de fazer e suas controvérsias. Usado no cenário da Vigilância em Saúde do Trabalhador, propicia uma análise em que o conceito de saúde adotado é o de capacidade de renormatizar, desenvolvendo ofícios e coletivos de trabalho.

Palavras-chave


Atividade; Subjetividade; Clínica da atividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.13793

Direitos autorais



INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X