Modelagem Probabilística de Aspectos Afetivos do Aluno em um Jogo Educacional Colaborativo

Edilson Pontarolo

Resumo


Este trabalho apresenta o processo de construção de um modelo de inferência de emoções
que um aluno sente em relação a outros alunos durante interação síncrona em um contexto
de jogo colaborativo de aprendizagem. A inferência de emoções está psicologicamente fundamentada
na abordagem da avaliação cognitiva e foram investigadas relações entre objetivos e
normas comportamentais do aluno e aspectos de sua personalidade. Especificamente, foram
empregados o modelo OCC de emoções e o modelo Big-Five (Cinco Grandes Fatores) de traços
de personalidade para a fundamentação teórica da modelagem. O modelo afetivo representa
a vergonha e orgulho apresentados pelo aluno em resposta à avaliação cognitiva de suas próprias
ações; e a reprovação e admiração apresentadas pelo aluno em resposta a ações de seu
parceiro de jogo, a partir da avaliação do comportamento observável dos parceiros representado
por suas interações no jogo colaborativo, em relação a normas comportamentais do aluno.
A fim de suportar a incerteza presente na informação afetiva e cognitiva do aluno, adotou-se
uma representação deste conhecimento através de Rede Bayesiana. Um refinamento qualitativo
parcial e a respectiva parametrização quantitativa do modelo probabilístico foram efetuados
a partir da análise de uma base de casos obtida através da condução de experimentos. A fim
de prover um ambiente experimental, foi concebido e prototipado um jogo colaborativo no qual
dois indivíduos conjugam esforços a fim de resolver problemas lógicos comuns à dupla, através
de ações coordenadas, negociação simples e comunicação estruturada, em competição com
outras duplas.

Palavras-chave


Inteligência artificial na educação; Computação afetiva; Modelagem do Aluno; Aprendizagem Colaborativa Apoiada por Computador; Redes Bayesianas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.11580

Direitos autorais



INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X