O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E O INGRESSO DE ALUNOS INDÍGENAS NO ENSINO SUPERIOR

Nasle Maria Cabana, Cleide Pereira Fernandes

Resumo


Neste artigo, foi apresentada uma breve discussão sobre a pouca inclusão do aluno indígena no ensino superior. Este fato foi relacionado ao baixo desempenho em língua portuguesa na modalidade exigida nos exames de seleção. A pesquisa foi motivada ao se constatar que, embora a legislação brasileira assegure a educação básica de qualidade para todos os brasileiros, há um número reduzido de estudantes indígenas que atingem o ensino superior. O resultado foi obtido a partir da avaliação de desempenho em língua portuguesa aplicada a um grupo de jovens estudantes e concluintes do ensino médio e da Eja e foi constatado que o ensino é insatisfatório na comunidade pesquisada. Contudo, a pesquisa também mostrou que esse resultado pode ser equiparado à média de desempenho das escolas da rede pública.

Palavras-chave


Palavras-chave: Educação escolar indígena, desempenho em língua portuguesa, letramento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.97464

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA