TUTELA, CLASSIFICAÇÕES E PRÁTICA DA RENDA INDÍGENA NO RELATÓRIO FIGUEIREDO: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE PROCESSOS DE DESUMANIZAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS NA GESTÃO DO SERVIÇO DE PROTEÇÃO AOS ÍNDIOS

Katiane Silva, Vinícius da Silva Machado, Gabriela Galvão Brava Furtado, Alessandro Baltazar Rodrigues

Resumo


O presente artigo tem como objetivo refletir sobre a violência engendrada pelo Estado a partir de modalidades específicas de gestão sobre territórios e populações indígenas, tendo como base as narrativas do Relatório Figueiredo. A ideia principal neste trabalho foi demonstrar como essa violência é concretizada em duas modalidades de controle e gestão: a partir da prática da Renda Indígena e das classificações e categorizações impostas aos indígenas pelo Serviço de Proteção aos Índios (SPI), de modo a inferiorizá-los e estabelecer relações poder e assimetria vigentes ainda hoje na sociedade.

Palavras-chave


povos indígenas, Relatório Figueiredo, violência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.83576

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA