A “EXPERIÊNCIA PRÓXIMA”: SABER E CONHECIMENTO EM POVOS TRADICIONAIS

Daniel dos Santos Fernandes, José Guilherme dos Santos Fernandes

Resumo


Trata-se, aqui, de relacionar os conceitos de saber e conhecimento como formas complementares de organização do pensamento humano, que devem ser priorizados conforme a natureza da pesquisa ou do objeto a ser apreendido, variando o termo conforme a abordagem e a concepção de ciência a ser priorizada. Privilegiando-se o concepto de saber, como parte intrínseca da “experiência próxima” em povos tradicionais, apresentam-se características do modus operandi e da natureza do “saber”, além de se vislumbrar a aplicação dessa conjunção de formas de pensamento para a construção de uma sociedade do Bom Viver. Priorizam-se as teorias de DaMatta (2010), Lévi-Strauss (1997), Geertz (1997 e 2005), Gramsci (1931 e 1991), Escobar (2012) e Foucault (2007) para dar suporte aos conceptos.

Palavras-chave


saber; conhecimento; povos tradicionais; interculturalidade; experiência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.53593

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA