AGROBIODIVERSIDADE NAS COMUNIDADES GUARANI-NHANDEWA NO NORTE DO PARANÁ: MEMÓRIA E RESGATE

Thiago Almeida, Marciano Rodrigues, Luiz Antonio Norder

Resumo


O manejo das variedades tradicionais de sementes entre os povos indígenas tem recebido atenção crescente nos últimos anos. Esta pesquisa analisou a agrobiodiversidade na Terra Indígena Laranjinha, habitada por índios Guarani-Nhandewa, na região Norte do Paraná. O estudo analisou aspectos da memória local sobre as diversas sementes indígenas, suas características e usos, bem como as práticas agrícolas empregadas. Foram ainda registradas as intenções dos indígenas em resgatar esta agrobiodiversidade e as principais dificuldades encontradas. A pesquisa mostra que as Feiras de Trocas de Sementes Crioulas e Tradicionais Indígenas, realizadas anualmente desde 2011, na Terra Indígena Pinhalzinho, também no Norte do Paraná, representam uma nova estratégia coletiva para o resgate e revalorização da agrobiodiversidade, pois organizam esforços até então pontuais e difusos para a localização e produção de variedades de arroz, feijão, batata doce, mandioca, milho e outros alimentos. O resgate da agrobiodiversidade fortalece a identidade cultural e contribui para a reconstrução da organização comunitária .

Palavras-chave


Guarani-Nhandewa; Agricultura Indígena; Agrobiodiversidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.41066

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA