SENTIDO E REALIDADE EM MITOS INDÍGENAS: UM EXAME SEMIÓTICO DE NARRATIVAS DE CONQUISTA DO FOGO

Clebson Luiz de Brito

Resumo


Este artigo apresenta uma análise, à luz da semiótica francesa, de dois mitos de sociedades indígenas brasileiras que tratam da aquisição do fogo. O objetivo é demonstrar que os textos examinados constituem um todo de sentido coerente e que disso fazem parte elementos, não raro, tomados como indício de caos discursivo, como a presença de animais dotados do traço semântico /humano/. A análise revela que a conquista do fogo, nos dois textos, configura uma figurativização de um processo de normalização da realidade que explica a elevação do homem/índio pela cultura em relação aos seres circunscritos ao domínio da natureza.

Palavras-chave


Mito indígena; Aquisição do fogo; Semiótica francesa; Realidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.38273

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA