O “KESUITA” GUARANI: MITOLOGIA E TERRITORIALIDADE

Aldo Litaiff

Resumo


Crenças guarani como o Kesuita ou Nhanderu Mirim e a Terra sem mal, são vistas aqui como proposições axiomáticas autóctones referentes à noções de território e territorialidade. O mito é uma teoria oral da prática, que utiliza astros e elementos da natureza como ferramentas de conceitualização, ou “suportes ideográficos” (LÉVI-STRAUSS, 1964). Pretendemos demonstrar que o discurso mítico pode ter uma ligação indireta ou mesmo direta com a realidade empírica, destacando questões concernentes à territorialidade.

Palavras-chave


Índios Guarani; Kesuita; Territorialidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.11707

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA