OUTRAS FACES DO SER INDÍGENA: ENTRE PERTENCIMENTOS E EXCLUSÕES

Assis da Costa Oliveira, Jane Felipe Beltrão, Leon da Costa Oliveira

Resumo


O presente artigo analisa a lógica da ins/constituição identitária e percepção sobre ações afirmativas de 19 estudantes universitários autodeclarados indígenas vinculados a Universidade Federal do Pará. Este “outro” pertencimento étnico configura-se numa afirmação variada do ser indígena condicionada a aspectos genealógicos, simbólicos e territoriais, com reflexos no referencial demográfico indígena no Brasil e nas condições político-antropológicas de reconhecimento identitário. A passagem do eixo da identidade para a dos direitos indígenas, mediada pela questão das ações afirmativas, revelou efeitos na consideração do ser indígena pelo ingresso na relação de alteridade com o “outro” contemplado pelas cotas, de tal modo complexa que torna a ligação entre ins/constituição identitária e ações afirmativas uma necessidade acessória, condicionada a aspectos sociopolíticos.

Palavras-chave


identidade indígena; ações afirmativas; direitos indígenas; UFPA.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.10777

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA