POVO AVÁ-CANOEIRO: EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA E INTERCULTURALIDADE CRÍTICA

Lorranne Gomes da Silva, Elias Nazareno

Resumo


O povo indígena Avá-Canoeiro está localizado em dois Estados brasileiros, em Goiás com uma família de 08 indígenas e em Tocantins onde vivem outras famílias com aproximadamente 22 indígenas. A pesquisa foi realizada com os Avá-Canoeiro de Goiás. O texto está organizado em duas análises, a primeira é sobre as tentativas de acesso à educação formal, e a segunda abordará o processo de constituição da Escola Indígena Ikatoté, que esteve pautado em uma proposta de Educação Escolar Indígena vinculada aos princípios pedagógicos da interculturalidade crítica, da diversidade linguística e do respeito aos processos próprios de aprendizagem, tendo em vista a realidade e a história desse povo. Para a efetivação dessa pesquisa foram realizadas diversas atividades de campo que contaram com a realização de entrevistas, oficinas e atividades de ordem didático-pedagógicas. Os resultados da pesquisa demonstraram que as dificuldades de acesso dos Avá-Canoeiro a uma educação diferenciada e intercultural, como assegura a Constituição de 1988 e a LDB (1996), continuam sendo enormes como pode-se observar nas diversas tentativas de criação da Escola Indígena Ikatoté ao longo dos últimos 20 anos.

Palavras-chave


Avá-Canoeiro; Educação Escolar Indígena; Interculturalidade Crítica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.107625

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA