FLORA MEDICINAL GUARANI E KAIOWÁ: CONHECIMENTO TRADICIONAL COMO FORMA DE RESISTÊNCIA

Sônia Pavão, Inair Gomes Lopes, Kellen Natalice Vilharva, Anastácio Peralta, Marildo da Silva Pedro, Eliel Benites, Laura Jane Gisloti

Resumo


Os povos guarani e kaiowá travam, no centro oeste do Brasil, uma batalha contra o roubo de suas terras tradicionais pelo agronegócio que é imperante na região, fazendo com que a luta em defesa de seus territórios seja marcada por estratégias complexas baseada na valorização de seus conhecimentos tradicionais. Com base na análise da literatura disponível, realizamos uma leitura crítica das evidências disponíveis para fornecer um bom cenário dos estudos etnobotânicos para com esses povos, e assim confeccionamos uma matriz de dados com informações sobre as espécies encontradas. Encontramos sete trabalhos sobre plantas medicinais utilizadas por esses povos, com um total de 209 espécies de plantas, incluídas em 175 gêneros e 73 famílias. Concluímos que, apesar da importância desse tema para esses povos, não há grande número de estudos etnobotânicos disponíveis, sendo necessário organizar esforços para preencher lacunas em diferentes áreas do conhecimento e aperfeiçoar a busca por estratégias que possibilitem aos guarani e kaiowá a existência a partir de um modo de vida específico, que respeita as florestas, as águas, as terras e os demais seres vivos.

Palavras-chave


conhecimento tradicional, etnobotânica, guarani, kaiowá, plantas medicinais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.105223

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA