DO MASERENNE MIYAVYE AO ENTERRO CRISTÃO: NARRATIVAS DA MORTE PALIKUR-ARUKWAYENE

Zélia Martins, Irabete Martins, Vinícius Cosmos Benvegnú

Resumo


Este artigo tem como escopo os ritos funerários do povo Palikur-Arukwayene da região do Rio Urucauá no extremo norte do Brasil. Resultado de um trabalho etnográfico, são apresentadas narrativas históricas e míticas sobre a morte e o processo funerário, desde os antigos enterros secundários em urnas de argila, até a incorporação de ritos e práticas cristãs. As transformações e ressignificações relacionados à morte, por sua vez, desvelam o longo processo histórico do contato colonial entre os Palikur-Arukwayene e as sociedades de matriz euro-ocidentais. Ademais, este é um experimento narrativo, justamente porque busca conciliar conhecimentos e vozes heterogêneas, pois é escrito por duas acadêmicas indígenas Palikur-Arukwayene e um autor não indígena. Assim, há uma sobreposição de desafios como por exemplo, diferenças de gênero, assimetrias de conhecimentos, heteroglosia e implicações éticas. Por fim, destaca-se que o registro dessas narrativas e conhecimentos tem importância para o diálogo e discussões acadêmicas, mas principalmente para as jovens gerações Palikur-Arukwayene.

Palavras-chave


Palikur-Arukwayene; Morte; Rituais funerários; História indígena

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.104505

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA