EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA MANIFESTADA EM INTERVENÇÃO ARQUITETÔNICA: REFLEXÕES A PARTIR DE UMA ESCOLA KAINGANG

Nauíra Zanardo Zanin, Fernanda Machado Dill

Resumo


O artigo apresenta reflexões sobre espaços escolares indígenas a partir da intervenção arquitetônica para a Escola Indígena de Educação Básica Cacique Vanhkre, localizada na Aldeia Sede da Terra Indígena Xapecó, município de Ipuaçu, Santa Catarina. A escolha dessa obra deve-se à representatividade de sua arquitetura, tanto para a comunidade indígena, quanto para a sociedade envolvente. O principal objetivo é problematizar as relações entre as propostas arquitetônicas e a educação escolar indígena, identificadas como meios de afirmação cultural. A análise dirige-se à participação da comunidade no processo de projeto arquitetônico, à apropriação dos espaços e às alterações decorrentes, bem como ao estudo das formas arquitetônicas, sua imagem na paisagem cultural e os significados atribuídos pelos sujeitos. Para tanto, foram utilizados referenciais bibliográficos, publicações na mídia, análise documental, observações e entrevistas abertas e semiestruturadas com professores, estudantes formados e lideranças da aldeia. Como resultados são apresentadas considerações sobre o desenvolvimento de projetos arquitetônicos junto a comunidades indígenas, enfocando o desenho de espaços escolares e sua relação com a proposta de educação indígena específica e diferenciada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.102935

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA