DESAFIOS À ELABORAÇÃO CURRICULAR PARA A EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA: REFLEXÕES E ALTERNATIVAS DE ENFRENTAMENTO DOS POVOS KARAJÁ XAMBIOÁ E GUARANI

André Marques do Nascimento

Resumo


As experiências pedagógicas e epistemológicas implementadas no curso de Licenciatura Intercultural da Universidade Federal de Goiás têm colaborado sobremaneira com o desvelamento de aspectos importantes concernentes à educação escolar indígena inserida na contemporaneidade das relações interculturais em que os povos indígenas brasileiros interatuam e, cada vez mais, tornam-se seus protagonistas. Muitos, no entanto, ainda são os desafios enfrentados na consecução da tão aclamada educação escolar específica, diferenciada e em coerência com os projetos de vida e de sustentabilidades dos povos indígenas, direito garantido constitucionalmente no Brasil. No que concerne precisamente à gestão pedagógica da educação escolar, a elaboração e a implementação do currículo é, sem dúvida, uma das principais dimensões destes desafios. Neste contexto, propõe-se neste trabalho a apresentação das bases para a construção das matrizes curriculares a partir da experiência de Estágio Pedagógico de professores indígenas karajá xambioá e guarani, destacando-se a dimensão contextual dos conhecimentos locais desde uma perspectiva intercultural e transdisciplinar.

Palavras-chave


Educação escolar indígena; Currículo; Terra Indígena Karajá Xambioá.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.36105

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA