Notas sobre o conceito de “transposição” e suas implicações para os estudos da leitura de jornais on-line

Ana Elisa Ribeiro

Resumo


Este trabalho discute o conceito de “transposição”, recorrente na literatura sobre mediações jornalísticas, especialmente as mais recentes, constituídas por tecnologias digitais. Com base em revisão bibliográfica, verifica-se a relativa abundância de trabalhos sobre modos de produção jornalística e a escassez de estudos que, efetivamente, investiguem o leitor e a leitura. Conclui-se que o conceito de transposição parece ser pouco adequado em relação às experiências do leitor na lida com suportes e textos, novos ou tradicionais.

 


Palavras-chave


Transposição. Jornalismo Digital. Leitura.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)