Padrão de colaboração e coautoria no campo de turismo: análises bibliométricas e de redes em 14 periódicos científicos brasileiros (1990-2016)

André Fontan Köhler, Luciano Antonio Digiampietri, Gabriela Sarro Almeida

Resumo


Neste trabalho, são analisados os artigos publicados em 14 periódicos brasileiros de turismo (de 1990 a 2016). Os objetivos são identificar os padrões de coautoria e verificar a importância de atores para a rede. A metodologia consiste em análise bibliométrica e de redes sociais. As redes de autores e instituições são robustas, não dependendo de um ator central. O campo é marcado pela grande fragmentação, sem uma abordagem teórica unificada. As redes de autores e instituições são formadas por um grupo central – com os nós mais importantes e produtivos – e uma “periferia”, composta por pequenos grupos com baixa produção.


Palavras-chave


Turismo. Periódicos científicos. Análise bibliométrica e de redes sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245252.117-143



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)