Impactos da busca de informações não relevantes na produtividade de profissionais de Tecnologia da Informação

Maria Albeti Vieira Vitoriano, Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque

Resumo


Este artigo é resultante de uma pesquisa de doutorado realizada com profissionais da área de infraestrutura de Tecnologia da Informação que trabalham no Distrito Federal. Utiliza-se metodologia de natureza quanti-qualitativa, com aplicação de questionário e realização de entrevistas individuais de natureza semiestruturada. Os resultados mostram que esses profissionais estão conectados durante a maior parte do tempo e, em geral, acessam informações sem relevância para o trabalho imediato, fenômeno denominado cyberloafing. Os principais motivos para o acesso são: atualização sobre os últimos acontecimentos, redução do nível de estresse e aumento do nível de conhecimento técnico. Reconhece-se que o acesso à internet desvia a atenção, mesmo assim muitos profissionais criticaram as organizações em que trabalham devido à prática de bloqueio de sites e de conteúdos. Os principais impactos no trabalho são o pouco aproveitamento do tempo para as tarefas na empresa e desvio da atenção. As organizações precisam se adaptar a essa nova realidade e encontrar soluções de gerenciamento e controle ao invés do uso exclusivo de ferramentas de bloqueio do acesso a certos tipos de sites e aplicativos. 


Palavras-chave


Busca de informação. Cyberloafing. Informação não relevante. Informação relevante. Sobrecarga de informação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245252.370-388



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)