Eros e a Ciência da Informação

Autores

  • Solange Puntel Mostafa Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Departamento de Educação, Informação e Comunicação
  • Igor Soares Amorim Universidade Federal de Santa Catarina Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
  • Deise Maria Antonio Sabbag Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Departamento de Educação, Informação e Comunicação

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245241.117-144

Palavras-chave:

Linguagem documentária. Indexação. Representação descritiva. Gilles Deleuze. Michelangelo Antonioni.

Resumo

Experimentação sobre o deslizamento de planos entre filosofia, Ciência da Informação e Artes por meio da trilogia da incomunicabilidade formada pelos filmes dirigidos por Michelangelo Antonioni, com o objetivo de delinear e experimentar maneiras de indexar fora dos quadros do estruturalismo da Ciência da Informação. Faz-se uso do conceito filosófico de Linguagem Documentária Menor, ao apresentar novos termos para a indexação dos filmes mencionados, baseados na filosofia do cinema de Gilles Deleuze, especificando o estruturalismo da Ciência da Informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange Puntel Mostafa, Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Departamento de Educação, Informação e Comunicação

Possui Graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Escola de Biblioteconomia e Documentação de São Carlos (1972), Mestrado em Ciência da Informação pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (1981) e Doutorado em Educação (Filosofia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1985), com experiência de Pós-Doutorado na Inglaterra, PNL, Londres. Atualmente é Professora da Universidade de São Paulo - USP- FFCLRRP ? Curso: Ciências da Informação e Documentação. Tem experiência na área de Educação e Comunicação com ênfase em processos de informação e comunicação, atuando principalmente nos temas do ensino e aprendizagem frente à novas mídias. Atualmente dedica-se à intercessão da Filosofia da Diferença como as Linguagens Documentárias e a Ciência da Informação.

 

 

Igor Soares Amorim, Universidade Federal de Santa Catarina Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação

Doutorando em Ciência da Informação no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Formado em Ciências da Informação, Documentação e Biblioteconomia pela Universidade de São Paulo.Atualmente é integrante do programa de pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina, onde, com apoio financeiro da CAPES, desenvolve a pesquisa em nível de doutorado denominada de "Cartografar: debate sobre os métodos da Análise de Domínio". Foi professor substituto do departamento de Ciência da Informação, atuando nas graduações de arquivologia e biblioteconomia. Compõe os grupos de pesquisa Núcleo de Estudos em Informação e Mediações Comunicacionais Contemporâneas (NEIMCOC/UFSC), Deleuze e a Ciência a Informação (USP) e Organização do Conhecimento e Gestão Documental (UFSC).

Deise Maria Antonio Sabbag, Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Departamento de Educação, Informação e Comunicação

Possui graduação em Biblioteconomia pela UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - Júlio de Mesquista Filho (1999), mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2008) e doutorado em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2013). Atualmente é professor doutor da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Ciência da Informação atuando principalmente nos seguintes temas: indexação, análise documental, organização do conhecimento, organização e representação da informação e representação da informação

Downloads

Publicado

2018-02-16

Como Citar

MOSTAFA, S. P.; AMORIM, I. S.; SABBAG, D. M. A. Eros e a Ciência da Informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 117–144, 2018. DOI: 10.19132/1808-5245241.117-144. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/72463. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos