Uma proposta de taxonomia para a categorização das falhas no ambiente das cadeias de suprimentos

Mauricio Plaza-Carvajal, Moisés Dutra, Douglas Macedo

Resumo


A questão informacional permeia as mais diversas áreas do conhecimento. Em relação ao ambiente industrial, elevados custos são imputados à indústria em virtude de deficiências no ciclo informacional e no de mercadorias. Falhas ocasionam interrupções e rupturas nesses ciclos, reduzindo a competitividade das organizações. O trabalho debruça-se sobre a possibilidade de categorizar essas falhas na cadeia de suprimentos. O objetivo principal é, a partir de um olhar da Ciência da Informação (CI), propor uma taxonomia para as falhas existentes, tendo por base os seguintes objetivos: (i) identificar as principais falhas nas cadeias de suprimentos evidenciadas na literatura; (ii) posicionar cada falha dentro do fluxo logístico e informacional, e (iii) agrupar, organizar e hierarquizar essas falhas. Trata-se uma pesquisa bibliográfica, exploratória e qualitativa. Os resultados obtidos permitem afirmar que existem diversas similaridades nos termos que definem os locais e a origem das ocorrências de falhas, assim como, a percepção de que, com base na taxonomia proposta, há elevados riscos de interrupções e rupturas na cadeia de suprimentos. Finalmente, com o trabalho, espera-se contribuir com a ampliação da compreensão das falhas que acometem diversas organizações e, igualmente, com a geração de conhecimento para discussões futuras que envolvam as cadeias de suprimentos e a Ciência da Informação. Há um vasto espaço de colaboração no que tange à questão informacional na cadeia de suprimentos, que ainda não está devidamente preenchido pela CI. Neste sentido, este trabalho pretende, também, contribuir para diminuir um pouco tal lacuna.

Palavras-chave


Cadeia de suprimentos. Fluxos de informação. Falhas. Taxonomia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245233.179-206



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)