A interoperabilidade semântica entre acervos de museus: discutindo o caso dos Museus da Imagem e do Som

Renata Cardozo Padilha, Lígia Maria Arruda Café

Resumo


A interoperabilidade entre sistemas de informação pressupõe o emprego de padrões e protocolos que viabilizem a comunicação de dados entre as instituições museológicas. É neste contexto que o presente artigo procura conhecer como museus de mesma tipologia descrevem a informação contida em seus acervos e como dialogam entre si. Para tanto, escolheu-se investigar a descrição de fotografias históricas em Museus da Imagem e do Som por meio da análise dos metadados registrados em suas fichas de catalogação. Os resultados encontrados revelam a presença de um conjunto reduzido de metadados comuns às instituições pesquisadas, além de ambiguidades denominativas e conceituais que prejudicam o compartilhamento e a recuperação da informação entre as instituições examinadas e o acesso à informação pelo usuário. Conclui-se que há necessidade de se pensar caminhos para gerir e documentar os acervos dos museus na perspectiva da interoperabilidade, ampliando, assim, as potencialidades de preservação da informação e de produção do conhecimento.


Palavras-chave


Interoperabilidade semântica. Acervo fotográfico histórico. Documentação museológica. Museu da imagem e do som. Análise documentária de fotografias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245231.113-128



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)