Inteligência Competitiva e Ciência da Informação: conexões epistemológicas para tomada de decisão nas organizações

Sirlene Pintro, William Barbosa Vianna, Gregório Varvakis

Resumo


Este estudo trata do processo de Inteligência Competitiva em organizações e busca identificar suas conexões epistemológicas com a Ciência da Informação, baseado em conceitos teóricos dessa área. Realiza-se estudo exploratório, tendo como metodologia a pesquisa bibliográfica para a elaboração de fundamentação epistemológica, com base nos aportes teóricos da Ciência da Informação. Apresentam-se conceitos de Ciência da Informação presentes na literatura, assim como, os conceitos de Inteligência Competitiva e as fases do ciclo da mesma; e, também, discute-se o processo de tomada de decisão nas organizações. Verifica-se a necessidade de interação com o ambiente externo como fator que abrange a relação entre a Inteligência Competitiva e a Ciência da Informação, considerando-se que a análise desse ambiente permite às organizações a tomada de decisões mais estratégicas para um melhor posicionamento competitivo no mercado. Conclui-se que a Ciência da Informação relaciona-se, epistemologicamente, com a Inteligência Competitiva, principalmente, ao se tratar do processo de tomada de decisão e na interação informacional com os ambientes organizacionais.

Palavras-chave


Ciência da Informação; Inteligência competitiva; Tomada de decisão; Ambiente externo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245223.10-35



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)